O pão é mais velho que a agricultura

Arqueólogos trabalham vestígios do pão encontrado na Jordânia
Spread the love

Descoberta de vestígios de mais de 14 mil anos no nordeste da Jordânia sugere que o homem começou a fazer pão milênios antes do estabelecimento da agricultura.
A descoberta de restos de um pão de cerca de 14.500 anos de idade, junto a uma antiga fogueira de pedra no nordeste da Jordânia, levou pesquisadores à surpreendente constatação: o homem começou a fazer pão milênios antes do desenvolvimento da agricultura.

O pão ázimo, um tipo de pão assado sem fermento, foi provavelmente feito com ancestrais não domesticados de cevada, aveia ou trigo, além de tubérculo transformado em farinha de uma planta parente do papiro.

Isso mais de 4 mil anos antes de o cultivo ser estabelecido pelo homem, como revelado nesta semana por pesquisadores das universidades de Copenhague, Londres e Cambridge na publicação acadêmica Proceedings of the National Academy of Sciences.

O pão foi feito por caçadores-coletores da cultura natufiana, que havia iniciado uma transição do nomadismo ao sedentarismo, e foi achado num sítio arqueológico no Mediterrâneo Oriental.

Segundo Amaia Arranz-Otaegui, chefe da pesquisa, até hoje acreditava-se que a origem do pão estava associada a sociedades primitivas que cultivavam cereais e legumes. A mais antiga amostra de pão até então encontrada vinha de um sítio arqueológico de 9 mil anos na Turquia.

“Agora temos que ver se há uma relação entre a produção de pão e o início da agricultura”, afirmou Arranz-Otaegui. “É possível que o pão tenha servido de incentivo para as pessoas terem iniciado cultivo e agricultura.”

Tobias Richter, arqueólogo da Universidade de Copenhague e coautor do estudo, chamou a atenção também para o impacto nutricional de adicionar pão à dieta humana.

“O pão nos fornece uma fonte importante de carboidratos e nutrientes, incluindo vitaminas B, ferro e magnésio, assim como fibra”, afirma Richter.

Há evidências abundantes no local do achado que apontam para uma dieta baseada em plantas e carne por parte dos natufianos. As fogueiras feitas por eles, em formato redondo, de um metro de diâmetro e delineadas com pedras de basalto, ficavam no meio de cabanas.

Agora, os pesquisadores tentam reproduzir, ao menos de forma aproximada, o pão feito por eles.

Deutsche Welle

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*